Associe-se
Area Restrita

logoabh2noticiaO presidente da ASSOCIAÇÃO BRASILERA DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO DO HIDROGÊNIO – ABH2, de acordo com seus estatutos, convoca todos os seus associados para participarem da 2ª Assembleia Geral Extraordinário (AGE), que será realizada no dia 28 de janeiro de 2020, em primeira convocação, às 10:00, havendo quórum, e em segunda convocação, às 10:30, com qualquer número de associados presentes pessoalmente, na Rua Moniz Aragão, nº 360, Bloco 2, Cidade Universitária, Ilha do Fundão, Rio de Janeiro, RJ, no auditório do Laboratório de Sistemas Avançados de Gestão da Produção - SAGE, no Centro de Gestão Tecnológica – CT2 (com possibilidade de participação virtual através da plataforma Skype - instruções no e-mail de convocação),  para deliberação sobre o seguinte assunto:

I - Alteração de endereço da sede da ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO DO HIDROGÊNIO –ABH2 para Rua Moniz Aragão, 207 – Cidade Universitária – Rio de Janeiro – RJ, CEP: 21941-594, endereço do Laboratório de Hidrogênio da COPPE – LABH2.

 

Paulo Emílio Valadão de Miranda

Presidente da ASSOCIAÇÃO BRASILERA DE PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO DO HIDROGÊNIO – ABH2

Caminhao de lixo h2

Na sexta-feira, 6 de dezembro de 2019, três projetos europeus, desenvolvendo e implantando caminhões de lixo movidos a pilhas a combustíveis e hidrogênio, assinaram uma carta de cooperação. A assinatura ocorreu durante uma oficina de trabalho da fábrica da E-Trucks Europe em Lommel, Bélgica.

A oficina de trabalho discutiu o potencial e a primeira experiência com o caminhão de lixo com pilhas a combustível, e as perspectivas futuras para casos de negócios e implantação em larga escala. Os três projetos estão avançando com a implantação das tecnologias necessárias para reduzir as emissões do transporte rodoviário. Caminhões de lixo a pilhas a combustível oferecem uma alternativa não poluente e silenciosa aos caminhões a diesel convencionais.

Para saber mais, clique AQUI 

HDF

A Hydrogène de France (HDF) se transforma em uma empresa industrial francesa ao inaugurar sua fábrica de produção de células a combustível de alta potência em Bordeaux. Esta usina, com capacidade de produção anual de 50 MW, será a primeira do mundo a produzir em massa PACs de alta potência (superior a 1 MW) usando a tecnologia PEM (sigla em inglês para "membrana de troca de prótons"). A industrialização e padronização desses sistemas reduzem seus custos e melhoram significativamente sua confiabilidade e manutenção.

Esta fábrica produzirá sob a marca "HDF Industry". Ela integrará as pilhas a combustível da empresa canadense Ballard, que hoje possui a tecnologia mais amplamente implementada no mundo. Este acordo mundial exclusivo permite à HDF oferecer pilhas a combustível de alta potência cujo desempenho e preços estão adaptados ao mercado de energia.

Para saber mais, acesse AQUI

Porto h2

A Groning Seaports, o Porto de Amsterdã e o Porto de Den Helder estão entrando em parceria na área de energia do hidrogênio formando os Hidroportos para se tornar um hub de hidrogênio na Europa.

Os três portos divulgaram a informação durante o tradicional jantar anual nos portos de Groningen. A cooperação a longo prazo entre os portos deve levar ao desenvolvimento de uma extensa infraestrutura de hidrogênio na Holanda. Atualmente, dezenas de projetos no campo do hidrogênio estão sendo desenvolvidos lá. O objetivo final é crescer e se tornar o centro de hidrogênio da Europa.

Para saber mais, clique AQUI 

planoaustralia404x500O mundo está em transição para um futuro energético limpo e seguro e o hidrogênio está emergindo como uma parte importante deste futuro.


Isso ocorre porque o hidrogênio é um combustível seguro, flexível e limpo que pode ser usado para alimentar veículos, gerar eletricidade e produzir calor - tudo sem emissões de carbono.


Muitos países ao redor do mundo planejam usar hidrogênio, mas nem todos os países têm recursos para fazer o suficiente de forma a atender às suas necessidades.


A Austrália tem a sorte de ter uma abundância de recursos naturais para produzir hidrogênio limpo para próprio uso e também abastecer o mundo.


Ao adicionar a produção de hidrogênio à sua economia, poderiam-se criar empregos, especialmente em áreas regionais, e aumentar a prosperidade da região.

Para saber mais, acesse AQUI

Topo