Associe-se
Area Restrita

Airbus h2 A gigante aeroespacial europeia Airbus divulgou detalhes de três aviões-conceito movidos a hidrogênio na segunda-feira, 21/09/20, afirmando que poderiam entrar em serviço até o ano de 2035. Os projetos, chamados ZEROe, diferem-se em tamanho e estilo, mas são todos concebidos para serem zero emissão, usando hidrogênio como sua principal fonte de energia.

Dentre os modelos, uma aeronave usaria motores turbofan e transportaria entre 120 e 200 passageiros. Com um alcance de mais de 2.000 milhas náuticas, seria movido com o que a empresa descreveu como “um motor de turbina a gás modificado para funcionamento com hidrogênio, em vez de combustível de jato, por meio de combustão”. O hidrogênio líquido seria armazenado na parte traseira do avião.

Outro projeto, usando motores turboélice, também seria movido por motores de turbina a gás modificados, com um alcance de mais de 1.000 milhas náuticas, porém transportaria menos passageiros.

O terceiro projeto oferece uma visão diferenciada de como os aviões poderiam ser nos próximos anos, com um novo conceito de asas e corpo combinados, e transportaria até 200 passageiros.

O uso de hidrogênio - tanto em combustíveis sintéticos quanto como fonte de energia primária para aeronaves comerciais - tem o potencial de reduzir significativamente o impacto climático da aviação”, disse o CEO da Airbus, Guillaume Faury, em um comunicado.

Para saber mais, acesse AQUI

Topo