Associe-se
Area Restrita

WhatsApp Image 2020 06 02 at 13.27.44

 A recente tecnologia de carro híbrido, elétrico com pilha a combustível, desenvolvida pela Toyota e BMW fornece 170 cv em modo totalmente elétrico, ou até 374 cv de potência quando em modo híbrido

Ele é um elétrico sem recarga direta (não plug-in), mas que possui uma bateria a bordo, recarregada principalmente pela pilha a combustivel. A bateria é responsável por cobrir solicitações repentinas de energia que não podem ser entregues prontamente pela pilha a combustível, bem como armazenar a energia recuperada durante a frenagem. Uma das vantagens do sistema de pilhas a combustível é que o carro não depende da recarga da bateria, mantendo a autonomia alta em todas as condições.

O novo sistema de pilhas a combustível é instalado na dianteira do veículo, e será testado em uma pequena série do atual X5. No centro do carro, embaixo do assoalho, há dois tanques de hidrogênio que podem conter um total de seis quilos de hidrogênio, armazenados em 700 bar, abastecidos em 4 minutos. Na traseira encontram-se o motor elétrico, a eletrônica de controle e a transmissão.

O primeiro modelo de produção definitiva do carro deve chegar só depois em 2025, quando a rede será mais difundida, o gás hidrogênio terá um preço mais competitivo e será produzido de forma sustentável. A BMW acredita que a tecnologia possa ser combinada aos motores de combustão interna tradicionais, a híbridos plug-in e a modelos totalmente elétricos.

Para saber mais, acesse AQUI

WhatsApp Image 2020 05 13 at 12.35.05

A empresa franco-suíça Aaqius desenvolveu uma solução de armazenamento de hidrogênio do tipo compartimento metálico chamado de STOR-H. Os STOR-H serão utilizados, a princípio, em scooters híbridas na cidade de Marraquexe.

Até então, era necessário liquefazer o hidrogênio a menos de 253 graus ou comprimí-lo para pelo menos 200 bar, no mínimo, para reduzir o volume de maneira substancial. Com essa nova invenção, duas latas STOR-H do tamanho das de refrigerante poderiam oferecer um alcance de 100 km a uma scooter elétrica.

A energia usada na produção de hidrogênio será produzida localmente a partir de usinas solares.

Da mesma forma, essa inovação melhorará a qualidade do ar, onde atualmente circulam 120.000 veículos de quatro rodas e 170.000 veículos de duas rodas. Marrakech é classificada como a segunda cidade mais poluída do Marrocos. No ano passado, registrou uma taxa de material particulado no ar de 58 microgramas por metro cúbico. No entanto, o limite máximo estabelecido por 20 microgramas pelo padrão da OMS.

 Para saber mais, acesse AQUI.

WhatsApp Image 2020 04 10 at 10.41.38


O projeto H-vision é composto por 16 empresas e orgaizações em Rotterdam, e estuda a melhor forma para explorar a produção e aplicação em larga escala de hidrogênio azul em sua área industrial. O objetivo é fornecer energia descarbonizada, substituindo o gás natural e o carvão pelo gás sustentável. Também está sendo estudando como os gases residuais da indústria de refino e química podem ser utilizados para aprimorar ainda mais a sustentabilidade.

A produção e utilização em larga escala de hidrogênio azul permitirá que a indústria local em Roterdã reduza substancialmente suas emissões de CO2, bem antes de 2030.  O CO2 liberado durante a produção do hidrogênio por reforma do gás natural, será capturado e armazenado em campos de gás empobrecido no mar do Norte ou usado para outros fins, como fertilizantes agrícolas.

A H-vision antecipa também a chegada do hidrogênio verde, que é produzido por eletrólise usando energia proveniente de fontes renováveis, como parques eólicos offshore. Isso significa que a H-vision pode se tornar a semente de uma nova economia de hidrogênio em Rotterdam, oferecendo a oportunidade de se transformar em um importante centro de produção, utilização e comercialização de hidrogênio, contribuindo positivamente para a questão climática mundial.

Para saber mais, acesse AQUI e AQUI.

WhatsApp Image 2020 04 29 at 15.33.26

 A Standard Hydrogen Company Inc. é uma empresa inovadora que desenvolveu e patenteou tecnologia para dividir o sulfeto de hidrogênio e enxofre puro. O processo da empresa não requer catalisadores de metais preciosos e exije pouca ou nenhuma manutenção. A operação é fácil, econômica e, o mais importante, ambientalmente limpa.

  O método converte plástico, pneus, colchões, alimentos apodrecidos e até roupas usadas, dentre outros resíduos em hidrogênio. Tem o potencial de limpar a terra e os cursos d`água, eliminando a maior parte dos resíduos que são despejados em aterros sanitários. 

 Essa tecnologia começou como um esforço para melhorar a maneira como a indústria do petróleo e gás descarta seu sulfeto de hidrogênio tóxico. A Standard Hydrogen converte esse aspecto caro do negócio das refinarias - o descarte de sulfeto de hidrogênio - na produção altamente econômica e ecologicamente correta de hidrogênio e enxofre de alta pureza

Para saber mais, acesse AQUI.

WhatsApp Image 2020 03 31 at 11.46.03

O Mar do Norte é espacialmente dominado por atividades econômicas offshore e áreas de reservas. Uma grande variedade de atividades offshore são praticadas no domínio do Mar do Norte, como pesca, produção de energia eólica offshore e produção offshore de hidrocarbonetos. Grandes rotas de navegação atravessam o Mar, e sempre há um equilíbrio delicado com relação às áreas reservadas para proteção ou segurança ambiental.

Uma grande oportunidades a ser observada é a de acelerar a transição energética para combustíveis de menores emissões. O acoplamento inteligente de setores e infraestrutura de energia pode criar benefícios mútuos para os participantes do sistema de energia offshore e também pode reduzir as emissões de gases de efeito estufa, minimizar a área ocupada e reduzir os custos sociais da transição energética.

Para apoiar isso, é desenvolvido o Atlas interativo online de energia do Mar do Norte, que oferece novas perspectivas sobre o atual e futuro sistema de energia offshore. Isso inclui fluxos de energia atuais da produção de hidrocarbonetos e energia eólica e como eles são transportados para o sistema de energia em terra. Em especial, também são exploradas possíveis redes futuras de HIDROGÊNIO e CO2.

Para saber mais, acesse AQUI.

Topo