Associe-se
Area Restrita

 

Breeze é o nome dado ao novo projeto do trem movido a hidrogênio, desenvolvido pela Eversholt Rail e Alstom. Esses trens substituirão os veículos convencionais regionais movidos a diesel no Reino Unido, e que operam em todo o país. Os primeiros trens poderão estar em serviço já em 2024, atendendo à necessidade do governo de descarbonizar a indústria ferroviária. Além disso, o novo projeto sustentará outras iniciativas e apoiará estratégias nacionais no setor do hidrogênio.

Os trens Breeze serão construídos no Widnes Transport Technology Center da Alstom. Quando este projeto estiver em produção, Widnes se tornará o centro de excelência mundial da Alstom para conversão em hidrogênio.

Quando movidos a hidrogênio verde, esses trens oferecem verdadeira mobilidade com zero emissão. Sendo a única emissão o vapor d'água. Esses veículos são ideais para serviços ferroviários regionais em rotas que atualmente não são eletrificadas. A Alstom confirma que tais trens são uma solução econômica e ecológica, já comprovada no serviço de passageiros nos trens Coradia iLint da Alstom na Alemanha. 

Para saber mais, acesse AQUI.

 

A Air Products & Chemicals americana anunciou o projeto de construção de uma usina de hidrogênio verde na Arábia Saudita, alimentada por 4 gigawatts de energia eólica e solar, o maior do mundo até então.

A usina de US$5 bilhões será de propriedade conjunta da Air Products, ACWA Power da Arábia Saudita e Neom, uma nova mega-cidade planejada perto das fronteiras da Arábia Saudita com o Egito e a Jordânia.

A instalação concluída produzirá 650 toneladas de hidrogênio verde diariamente, o suficiente para operar cerca de 20.000 ônibus movidos a hidrogênio, segundo a Air Products. O combustível será enviado como amônia para os consumidores finais e depois convertido de volta em hidrogênio. A produção de amônia está prevista para começar em 2025.

O projeto seria um grande passo à frente na ambição da Neom de se tornar um importante centro global de energia renovável e hidrogênio verde. O país está estabelecendo Neom como uma zona econômica especial de forma a contribuir com a estratégia de economia circular através de combustíveis de baixo carbono.

Para saber mais, acesse AQUI.

WhatsApp Image 2020 06 26 at 17.52.25

A SAE BRASIL, com patrocínio da Ballard Power Systems convida as entidades de ensino superior a participarem do evento 1º Desafio SAE BRASIL - BALLARD Student H2 Challenge

Serão escolhidas 10 equipes para receberem cada uma 1 empilhamento de pilha a combustível, doadas pela Ballard Power Systems, com o intuito de serem utilizadas em uma Baja ou Formula SAE. Além disso, também terão a oportunidade de apresentar seu projeto final nas etapas presenciais durante a BW Expo 2020, de 6 a 8 de outubro na SP Expo.

O "Student H2 Challenge" é uma iniciativa pioneira que permitirá aos estudantes ter contato com a tecnologia de ponta na área do hidrogênio a partir da interação com pesquisadores da indústria nacional e internacional, além do desenvolvimento tecnológico e criativo de cada equipe. 

Para saber mais, acesse AQUI.

 

A Hyundai Motor Group apresenta em seu canal do Youtube um conjunto de vídeos a respeito da história do hidrogênio e sua aplicação no automobilismo para um futuro sustentável.

Neles, é mostrada uma cronologia das descobertas do elemento e seu uso na tecnologia. São apresentadas também as novas aplicações do combustível para veículos híbridos com pilhas a combustível, com exemplos de diversas marcas, como a Mercedes-Benz, a BMW, a Toyota e, claro, a sul-coreana Hyundai. 

O Hyundai Nexo e o Hyundai H2 Xcient são os modelos de carro e de ônibus, respectivamente, da marca. O Nexo é capaz de alcançar 609 km com apenas 5 minutos de reabastecimento, exemplo de eficiência e de rendimento da pilha a combustível. Nesse contexto, a empresa está preparada para fabricar mais de 10.000 veículos elétricos com pilha a combustível até o final de 2020.

Para saber mais, clique AQUI.

O roteiro fornece orientação sobre as ações necessárias no setor de produção de hidrogênio renovável da Califórnia para avançar nas metas das políticas estaduais.

O esforço concentrou-se em extrair observações do primeiro conjunto de instalações de produção de hidrogênio renovável em desenvolvimento na Califórnia, para assim estabelecer os níveis atuais de custo e desempenho do sistema e, em seguida, projetar-se para o futuro até 2050. Além disso, o crescimento da demanda por hidrogênio renovável estava previsto para todas as formas de transporte, armazenamento de energia, calefação, refino e produção de fertilizantes. O roteiro fornece detalhes significativos da década de 2020 e uma perspectiva de alto nível em incrementos de cinco anos até 2050.

O hidrogênio renovável pode ser produzido de várias maneiras. As três principais vias consideradas no roteiro foram a separação da água por eletrólise alimentada por eletricidade renovável, a gaseificação de biomassa e a digestão anaeróbica de material orgânico com alto teor de umidade para produzir biometano, seguido de reforma do metano a vapor.

Hidrogênio renovável pode ser uma parte importante de uma ampla estratégia de descarbonização para a Califórnia e o mundo. A análise do roteiro confirma o papel que o hidrogênio pode desempenhar como base para a sustentabilidade.

Para saber mais, acesse AQUI.

Topo