Associe-se
Area Restrita

Tasmania plano

O governo da Tasmânia está comprometido com o desenvolvimento da indústria de hidrogênio renovável e está viabilizando essa iniciativa por meio de um pacote abrangente de US$50 milhões ao longo de 10 anos em medidas de apoio.

Tal plano inclui um fundo de hidrogênio renovável da Tasmanion, no valor de US $20 milhões, e serviços de suporte no valor de US$ 10 milhões, incluindo acordos competitivos de fornecimento de eletricidade e redução de impostos na folha de pagamento.

O coordenador-geral da Tasmânia, John Perry, continuará seu trabalho de atração de investimentos e desenvolvimento da indústria, inclusive com importantes consórcios internacionais, para facilitar o investimento na produção de hidrogênio renovável com fins de exportação e uso doméstico.

Algumas ações de suporte incluem:

- Um fundo para o hidrogênio renovável na Tasmânia de US$ 20 milhões;
- US$ 20 milhões em empréstimos concessionais;
- US$ 10 milhões em serviços de suporte, incluindo acordos competitivos de fornecimento de eletricidade e isenção de impostos na folha de pagamento;
- Assistência no desenvolvimento de atividades para uso final do hidrogênio;
- Facilitar o acesso ao uso do solo e à infraestrutura;
- Acesso a serviços profissionais com desconto.

 

Para saber mais, acesse AQUI.

compressor h2

A Burckhardt Compression está cooperando com a GRZ Technologies, uma divisão do Laboratory of Materials for Reneweble Energy da EPFL Lausanne, Suíça, para desenvolver uma nova tecnologia para compressão de hidrogênio. Essa será implantada em estações de abastecimento de hidrogênio, sistemas de armazenamento de energia baseados no hidrogênio e em outras aplicações, fazendo uso de hidretos metálicos.

O hidrogênio é um vetor energético promissor, neutro em emissões de carbono que pode ser aplicada em diversos setores, como na indústria e na mobilidade.

Os novos compressores operarão sem partes móveis e serão projetados para soluções de altas pressões nas faixas de 200, 350 e 700 bar.

 

Para saber mais, clique AQUI.

 Mineracao h2A Williams Advanced Engineering uniu forças com a empresa de mineração global Anglo American para apoiar o desenvolvimento de seu caminhão híbrido elétrico-hidrogênio para transporte em mineração, de 290 toneladas.

Classificado até então como o maior caminhão de minas movido a hidrogênio do mundo, o projeto é uma parte essencial da abordagem da Anglo American para a mineração sustentável, liderada pela inovação, FutureSmart Mining ™.

Após definido o conceito, a Williams Advanced Engineering desenvolverá também o primeiro sistema de bateria de alta tensão do mundo para o veículo elétrico com pilha a combustível da empresa.

Essa bateria modular de íons de lítio de alta potência e escalável substituirá o motor diesel do veículo existente e será adaptável, com os testes começando na África do Sul no final deste ano.

Para saber mais, acesse AQUI

Nikola h2

Nikola Motors CEO, Trevor Milton, dirige uma startup sediada no Arizona que está desenvolvendo veículos elétricos movidos a baterias e pilhas a combustível.

A Badger foi recentemente revelada pela empresa, posicionada para competir com o próximo Tesla Cybertruck e GMC Hummer EV.

Nikola afirma que o veículo terá um alcance de aproximadamente 480 km por carga elética, estendidos até mais de 960 km utilizando o extensor de autonomia com pilhas a combustível embarcado. O modelo conta também com mais de 900 hp e poderá acelerar de 0 a 100 km/h em menos de três segundos.

Para saber mais, acesse AQUI e AQUI .

 
Sinot h2

A Sinot é uma empresa holandesa especializada no design de embarcações de recreio, especialmente famosa pela espetacularidade dos seus projetos. 

Um de seus destaques é o novo Aqua, um super-luxuoso protótipo de Iate com 122 metros de comprimento e projetado tendo em vista a sustentabilidade. Projetada para atender a todos os requisitos náuticos, incluindo as demandas adicionais de décadas vindouras, a super embarcação é movida a hidrogênio, tem autonomia para 3750 milhas náuticas (pouco menos de 7 mil quilómetros) e atinge uma velocidade máxima de 31 km/h. O sistema de propulsão da embarcação interpreta os parâmetros usuais de propulsão, alcance e velocidade em um sistema hidrogênio-elétrico completo, cujas dimensões físicas e características operacionais reforçam uma experiência de super-iate abrangente e inovadora.

A única emissão proveniente da utilização desse Iate é o vapor d'água. O sistema é alimentado por dois tanques selados de hidrogênio líquido, com capacidade total para 28 toneladas de combustível. A embarcação opera com dois motores principais de 1MW de potência e mais dois propulsores auxiliares com 300 kW, reservados para manobras específicas.

Para saber mais, acesse AQUI, AQUI e AQUI
Topo